MARLENE SOUSA

Magia em Patins

Paixão pelo jogo

A paixão pelo hóquei começou quando tinha 4 anos e cresce todos os dias. Tudo começou por um mero acaso. Em 1999 dava constantemente a publicidade dos Jogos Olímpicos de Sydney 2000.  A música e o símbolo com os anéis olímpicos sempre me ficaram muito presentes na memória. Por curiosidade, na fachada frontal do pavilhão da AD Sanjoanense tem uns anéis idênticos aos anéis olímpicos. Numa passagem com o meu pai e na minha inocência de criança, perguntei se era ali que se iam realizar os Jogos Olímpicos. O meu pai levou-me então a conhecer o pavilhão, onde estava a decorrer um treino das escolinhas e o treinador na altura, o Prof. José Carvalho, disse que eu tinha estilo de jogadora e convidou-me a experimentar. A minha história com o Hóquei começou nesse dia. Desde que calcei os patins pela primeira vez, o Hóquei para além de paixão tornou-se num dos maiores amores da minha vida. Por tudo aquilo que me faz sentir, por todas as amizades que me deu e continua a dar, por tudo o que me ensina para a vida, por me fazer sorrir todos os dias. O que mais me entusiasma no jogo é a Magia. Para se ser jogador de hóquei são necessárias muitas valências: saber patinar, coordenar a técnica de stick com a patinagem, pensar rápido. A imprevisibilidade do jogo fascina-me. Nunca vai ser só um desporto. Acredito mesmo que foi o hóquei que me deu os maiores ensinamentos que se traduziram em crescimento enquanto pessoa: espírito de equipa, dedicação, a importância de criar objetivos, de traçar planos, de treinar, de fazer opções, de nunca desistir perante as adversidades, de querer ser melhor todos os dias. Entrar dentro de uma pista para fazer aquilo que mais amo, deixa-me feliz como uma criança.

Marlene Teixeira Sousa

Portuguesa
Nacionalidade
29
Idade
SL Benfica
Equipa atual
2008
Estreia Profissional
29
Títulos
1
Liga Europeia Hóquei Patins
9
Campeonato Nacional Hóquei Patins
Destra
Mão favorita

Conquistas

Ainda tenho muito que quero conquistar, mas tenho a oportunidade de estar em grandes equipas e rodeadas de excelentes profissionais, que me deixam mais perto de alcançar os meus objetivos. A nível coletivo, considero que o momento mais alto da minha carreira até agora foi ter conquistado a Liga Europeia Feminina de Hóquei em Patins (Manlleu, 2015), enquanto que a nível individual, tenho muito orgulho de ter recebido o prémio de melhor jogadora do Mundo e de ter a oportunidade de representar Portugal. Continuo motivada para fazer o que mais gosto na vida e ser feliz com isso, todos os dias. O desejo passa sempre por atingir aquilo que ainda não atingi, ou seja, revalidar todos os títulos de clube que dispute e ganhar o Ouro por Portugal em campeonatos da Europa e do Mundo. Para continuar a ambicionar isso, inspiro-me na minha família, em especial nos meus pais, mas também nos meus amigos. São estas pessoas que estiveram sempre comigo, quer nas vitórias quer nas derrotas, que me fizeram ser o que sou hoje e chegar até onde cheguei. Fazem-me acreditar e trabalhar todos os dias para ser mais e melhor!

Equipamento

“[O STICK] faz me sentir que contribuo de alguma forma para que a igualdade de género seja uma realidade.”‍ Eu e a Anna Casarramona tivemos a oportunidade de dar a cara por esta modalidade em nome da AZEMAD e confesso que me sinto feliz a dobrar. Fomos as primeiras mulheres no mundo a ter um stick personalizado de Hóquei em Patins, o que faz me sentir que contribuo de alguma forma para que a igualdade de género seja uma realidade, mas também representar uma das melhores empresas do mundo de material de Hóquei em Patins e que é de Oliveira de Azeméis, de onde eu sou natural, deixa-me realmente orgulhosa das minhas origens. Com esta parceria tive a oportunidade de desenvolver todo o conceito do meu stick, surgindo assim o “Magic”,  porque considero que o Hóquei em Patins é uma modalidade única pela beleza e imprevisibilidade do jogo. Aliado a isto, muitos amantes de hóquei me caracterizam como “Mágica”. As estrelas coloridas para além de darem o toque de magia, representam de um lado os anéis olímpicos que contam a história do meu primeiro contacto com a modalidade, e do outro a bandeira nacional da qual me orgulho tanto. É um stick de cabo fino e muito leve, ideal para jogadores muito técnicos que gostam de fintar e fazer magia sobre rodas! Foi concebido com todos os pormenores para que a Magia aconteça. Pela minha experiência, apesar de ser suspeita, basta ter um Magic na mão para estar feliz e não há nada melhor do que a felicidade.

Inspira-te em outras histórias

Pesquisar