HÉLDER NUNES

Talento à flor da pele

Paixão pelo jogo

O Hóquei em Patins é um desporto que vem de família. Comecei a patinar com 2 anos porque o meu pai jogava e desde cedo quis ser como ele. A cultura do hóquei em Barcelos é muito forte, portanto é mais provável que primeiro se aprenda a patinar e só depois a andar. O que mais me entusiasma no hóquei é o desafio: não é fácil estar a patinar e ainda manusear o stick e conseguir ter o controlo perfeito da bola, em total balanço e equilíbrio. É um desporto que requer muita prática e empenho em várias vertentes. Esse desafio fez com que me dedicasse ao hóquei e a partir daí os meus sonhos de vida e de realização profissional passaram por tentar ser bem-sucedido neste desporto. Quando era jovem, sempre fui um atleta com boa capacidade física para a idade que tinha, o que fez com que me integrasse com atletas e equipas mais velhas que eu, e isso foi um grande incentivo porque queria mostrar que tinha valor para estar naquele meio, mesmo sendo mais novo. Na minha opinião, o desporto é essencial no crescimento e desenvolvimento de uma criança, permite sonhar e ter objetivos e sem sombra de dúvida que isso fez com que eu me tornasse a pessoa que sou hoje, tanto no hóquei como na minha vida pessoal.

Hélder Pereira Nunes

Português
Nacionalidade
1
Idade
FC Porto
Equipa atual
2010
Estreia Profissional
31
Títulos
1
Mundial Hóquei Patins
1
Europeu Hóquei em Patins
Destro
Mão favorita

Conquistas

O ponto alto da minha carreira foi ter conquistado o Mundial de Hóquei em Patins, nos World Roller Games, com a seleção Portuguesa (Barcelona, 2019). Creio que irá ser sempre o momento mais alto da minha carreira, mas ambiciono continuar a conquistar todos os títulos coletivos onde as equipas onde estou inserido compitam. Quero ganhar mais mundiais daqui para a frente, mas o primeiro irá ter sempre um sabor especial. A nível pessoal, sempre sonhei ser o melhor do Mundo e isso motiva-me e faz com que todo trabalho e esforço que dedico ao Hóquei seja diário e a 100%. Cada treino é como se fosse o ultimo, para disfrutar ao máximo e tentar ser sempre melhor. Tento inspirar-me na família e nos meus colegas de equipa. O espírito de equipa e os meus companheiros são fundamentais para o crescimento pessoal e evolução enquanto jogador, porque cada um tem algo para nos ensinar e se conseguirmos aprender com isso, estaremos sempre a evoluir todos juntos e de forma constante.

Equipamento

“O DESIGN [DO STICK] É FANTÁSTICO e tem um toque pessoal das minhas tatuagens, algo que me identifica”‍ Sempre foi um sonho ter o meu stick. Através da minha parceria com a Redbull e com a ajuda da AZEMAD, decidimos criar uma peça “única”. Este stick é um objeto muito pessoal e o seu desenvolvimento foi longo devido aos vários detalhes e afinação da madeira, para que realmente fosse perfeito. Gosto de um stick não muito fino e do cabo mais redondo que o normal, para não rodar e encaixar de forma perfeita na mão. Para mim, o stick ideal tem que ser “pesado”, o que ajuda a também ser mais duro, isto porque sou um jogador que gosta de rematar e um stick duro faz com que o remate saia mais forte. Sei que os jogadores de hóquei conseguem ser muito exigentes com as características do stick e acho que o meu modelo encontra um balanço ideal, podendo ser usado por jogadores que preferem a potência do remate, mas também adaptado para aqueles que gostem de fintarO design é fantástico e tem um toque pessoal das minhas tatuagens, algo que me identifica. Tenho o stick perfeito para mim, que me faz estar sempre ao máximo em qualquer situação e aconselho a todos aqueles que se identificam com a minha identidade e estilo de jogo.

Inspira-te em outras histórias

Pesquisar